[ editar artigo]

No meio do caminho

No meio do caminho


                   

Ia eu a caminhar

Quando encontrei uma pedra

- bom lugar pra descansar.
Alta, larga, negra e bela –

Sombra – ao sol inclemente;

Abrigo – contra a procela.
 

 Sem mais ter o que fazer

Percebi que a pedra era

Bom lugar onde comer.
 

 Após tomar um lanchinho

Ia seguir meu caminho.

Aí me deu tal preguiça...

Que na pedra me estirei.

 

 Fosse a pedra um obstáculo –

Eu o ultrapassaria.

Fosse a pedra um desafio –

Decidido, eu lutaria.
 

Era apenas um pedra.

Fosse eu um Michelângelo,

Moisés nela esculpiria.

 

Bem no meio do caminho

Minha pedra – meu destino.

Sonia Regina Rocha Rodrigues
#Poesia #Concurso #Eternizarte

TAGS

poesia

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você