[ editar artigo]

Não sei...

 

Não sei como escrever odes.

Nem poemas com rimas

e tampouco sonetos de amor.

 

Não sei, meu bem;

Cantar nas noites turbulentas

E encontrar boas palavras para secar as mágoas.

 

Não sei muito;

Mas posso ser seu sol

nas noites frias.

 

E a lua nos dias quentes.

Acolher-te nos meus braços

E beijar suas mágoas.

 

Mas se ainda quiser as palavras

Os poemas, as odes, os sonetos de amor...

 

Vá, meu bem, vá para os braços

de quem pode cantar as belas canções

nas noites de inverno.

 

E completar você.

Se for o caso.

Pois eu, meu bem, não posso ser completada.

 

Nem completar...

Eu já sou tudo de mim e mais um pouco.

Mesmo sem os poemas, as odes e todo o resto

 

 

TAGS

poema

EternizArte
Bianca Blauth
Bianca Blauth Seguir

Escritora iniciante de fantasia, e escreve poesias as vezes.

Ler conteúdo completo
Indicados para você