[ editar artigo]

Hoje eu dormi com um assassino.

Hoje eu dormi com um assassino.

hoje eu dormi com um assassino.
e antes de descobrir, fui notado por seus olhos profundo e crus que me encaravam.
e não bastava virar o lado da cama ou fechar os olhos.
ele estava lá.
olhei suas mãos:
sujas de sague.
seus pés:
tortos e cerrados.
gritei. 
e ecoou
aqui onde gritei.
sua fome era clara, seus olhos não piscavam, seu estômago estremecia, e seu bafo de vômito me encolhia.
eu era um feto. 
mas como quem não tinha mais nada
a perder
eu abri mãos,
pernas
e mente ao
dizer:
não mate o que se come vivo.
e estou aqui.

EternizArte
Douglas Oliveira
Douglas Oliveira Seguir

Tenho tentado seguir os exemplos daqueles que só comiam para vomitar.

Ler conteúdo completo
Indicados para você