[ editar artigo]

Na volta

Na volta

Na volta 

Voltei a ser aquela menina
sonhadora, valente e gritante
Coisa que tinha perdido 
Mas nem tanto sumido
tava aqui dentro de mim
a menina que um dia fui,
 novamente, inteligente
 alma que um dia fluiu
de novo voltou aqui
outra vez estou assim
de letras sorridentes
de paz consciente
de que não perdi nada
apenas mudei de fase
quero ser eu mesma
quero deixar para trás
aquilo que não me satisfaz
Na minha reinvenção,
Inventei uma canção 
ou um poema missão,
mas sem problema,
 nada se define, sublime
poesia é a melodia definitiva
da vida que ainda não foi vivida;


 

EternizArte
Fatima sa sarmento
Fatima sa sarmento Seguir

Sou uma leitora compulsiva, professora especialista em literatura Brasileira- UFPB. Professora do médio e fundamental da Paraíba. Sonho em escrever desde criança, mas as circunstâncias não foram favoráveis. Trabalhava em dois Estados. Tenho 55 anos

Ler conteúdo completo
Indicados para você