[ editar artigo]

Miniconto Agora

Agora percebo que aquilo era tudo, menos amor. Anos vivi e convivi com a opressão de um ciúme desmedido. A vida foi passando e minha vontade de viver também.  Se eu estou nula, entregue a um amor que destrói,  qual a diferença de morrer? Nada. Escolhi a morte. Adeus!!!

EternizArte
Fatima sa sarmento
Fatima sa sarmento Seguir

Sou uma leitora compulsiva, professora especialista em literatura Brasileira- UFPB. Professora do médio e fundamental da Paraíba. Sonho em escrever desde criança, mas as circunstâncias não foram favoráveis. Trabalhava em dois Estados. Tenho 55 anos

Ler conteúdo completo
Indicados para você