[ editar artigo]

Medusa

Medusa

Por um segundo
me amas.

E em tua camisa
minhas madeixas
serpentes
mambas negras
vivas
se enroscam.

Por um segundo
encaras meus olhos.
O verso
veneno via iris
tão narciso quanto meduso.

Miras o verso
por um instante
suficiente.

E em teu peito
eu
petri
Fico.

 

#Poesia #Concurso #Eternizarte

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você