[ editar artigo]

LÍNGUA

LÍNGUA

Minha língua se constrange diante

do festim de sentimentos

e notas que enchem meu peito.

Ela se recolhe, quieta, no céu da boca.

Embebida pela saliva,

se deglute no soturno esconderijo dos homens.

Coragem lhe falta para sair

e se exibir no palco da luz.

― CLARICE VIRGILIO

#Poesia #Concurso #Eternizarte

EternizArte
Clarice Virgilio
Clarice Virgilio Seguir

Graduanda em Letras pela Universidade Federal de Alfenas-MG. @clarice_virgilio virgilioclarice@gmail.com (32) 98467-9773

Ler conteúdo completo
Indicados para você