[ editar artigo]

Juventude (Eu odeio ser criança)

Eu odeio ser criança
Ninguém merece sofrer
Vou alimentar a minha confiança
E ver a alegria renascer

Eu odeio ser criança
Mas não queria envelhecer
A vida é uma cadeia sem fiança
E liberdade é morrer?

Não posso me perder na vaidade
E também não posso me abater
Não posso vaguear pela cidade
Mas também não posso me esconder

Não posso passear pela floresta
O lobo mau querer me devorar
Orar é tudo que me resta
Antes mesmo de levantar

Tantos anos convivendo comigo mesmo e não consigo me conhecer
É estranho um estranho no espelho
Não consigo me enxergar
Um rolê para espairecer
Uma água para acalmar
É o tempo que não para parando para ver o mundo desabar

A minha mente fora do ar, espero ela se restabelecer
A imperfeição é a minha herança
E olha a hora que fui crescer
Pensando bem, eu até gostava de ser criança...

Vivia sem ver a cor do ódio e da ganância
É, pensando bem, quero voltar a ser criança

Autor: Vitor Carvalho

#POESIA #CONCURSO #ETERNIZARTE

EternizArte
Vitor Carvalho
Vitor Carvalho Seguir

Poeta/letrista Compositor

Ler conteúdo completo
Indicados para você