[ editar artigo]

Interno cárcere dos sonhos

Vejo aquele pássaro 

Como pintura no céu infinito azul

Parece leve

Como será a vida nessa imensidão dejavu?

 

Olha... esse sortudo não parece feliz

Voa, passarinho!

Quisera ter essa liberdade

Mas nesse momento quem me diz?

 

Escute quantos seus fazendo canções 

Use do teu maior bem 

Enquanto aqui preso estou nas aflições

Será justo viver de ilusão?

 

Perdi meu sono te esperando voar

Se Deus quisesse estaria no seu lugar

Mas agora só me resta...

Foi melhor dormir e te esquecer?

 

Olho para o alvorecer e te vejo de novo

Era só um pesadelo

Agora te observo cantando e partindo

Mas o que me resta nessa solidão aflito?

 

#Poesia #Concurso #Eternizarte

Ler conteúdo completo
Indicados para você