[ editar artigo]

INTENSO

INTENSO

Paixões sem intensidade,
sem mais identidade
apenas aceitas,
logo mais esquecidas
e suas dores escondidas.

Abraços sem muito calor,
poderiam ser mais queridos,
terem mais valor,
mas são apenas exigidos
para nossos amores fingidos.

Escolho rios caudalosos,
relacionamentos escandalosos,
e minha fúria pedindo mais,
nada igual aos outros casais.

Arrisco todos sofrimentos,
minha nudez sem couraça
e sem arrependimentos.
Sou mundano sim senhor,
mas nunca mais fragmentos.

EternizArte
Carlos R.
Carlos R. Seguir

Servidor público, nascido e morador de Brasília/DF, 52 anos, formado em e Educação Artística pela UnB, autor do livro de poesias Sentimentalidades pela Editora Viseu, fotógrafo e desenhista. Escrevo poesias desde 2012.

Ler conteúdo completo
Indicados para você