[ editar artigo]

Ingrato

Ingrato

Ele ainda não acordou
A vida está passando
E ele está tão longe
Resmunga para as paredes
"Senhor, porque que tem que ser assim?
Porque tem que ser assim?"

Pobre coitado.

O quanto custa seu agradecimento?
Vive profanando o abandono

Mas você quer muito,
Muito mais que você oferece 
E ainda é um ingrato
E quer que o mundo gire para você
E acha isso justo
quando você está errado

Olhe só ao redor,
as maravilhas que você nunca valorizou...
Seu amor parece está longe
E o temor, você perdeu em algum lugar
Isso deve justificar sua solidão

Alguma vez parou para observar?
Você faz sua própria sabotagem

Mas você quer receber mais que o oferece.
Ou você enlouqueceu, ou está no mundo errado
Nem ao menos procurou uma cura,
para essa sua ingratidão
Mas você só quer mais...
Você quer mais do que pode aguentar

Nunca satisfeito,
E tudo oque você faz...

Nunca está satisfeito
E tudo o que você faz?

Mas você quer muito,
Muito mais que você oferece.
E vive se recusando ao pouco,
quando se plantou muito menos.
Não enxerga valores
Mas quer  reconhecimento

Mas você quer muito

Você quer demais...

Você quer mais...
do que pode aguentar

TAGS

Poesia

EternizArte
Ler conteúdo completo
Indicados para você