[ editar artigo]

EXOTISMO

EXOTISMO

 

 

Triste pássaro engaiolado, de sua redoma de aço, mira ali bem de soslaio amor e predador!

 

É que tem plumagem rara que preenche quem repara; sugando o canto que se cala e não notam a sua dor.

 

Voando em sonhos para longe; um novo mundo no horizonte onde mais ninguém te afronte, quer também ser caçador.

 

Por entre barras se esconde; se trancou da realidade,

ela mesma guarda a chave deste anseio que lhe exaure, só a pena lhe restou...


#Poesia #Concurso #Eternizarte

Ler conteúdo completo
Indicados para você