[ editar artigo]

HIPÓCRITA

HIPÓCRITA

Ei hipócrita

Me desmembrei por você;

Tirei das tripas de minha carne viva.

CADA CARTILAGEM FOI PARA VOCÊ.

Ei, hipócrita.

Você disse que valia a pena;

ERA RECIPROCO.

Tiro de mim

e depois tu tira de ti.

Mas no fim só eu me degenerei por você.

Lancei fora minha honra para agraciar você com ela.

Minhas vezes, minhas horas, minha vida toda para você

usa-las para si.

EI HIPÓCRITA.

Não você.

Eu sou a hipócrita.

A que se desmontou por um inútil

e tornou-se caos, desordem e tudo.

Ei hipócrita...

o que passou não volta

Nada volta

só vai.

Seus pedaços faltosos sempre vão faltar agora

Acredite.

Nada volta.

EternizArte
Bianca Blauth
Bianca Blauth Seguir

Alguém cujo jardim ainda está florescendo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você