[ editar artigo]

ESQUIZOIDE

ESQUIZOIDE

ESQUIZOIDE

Tudo lhe parecia indiferente;
Mesmo os altos e baixos pela vida...
Insensibilidade desmedida
Diante do que se passa à sua frente.

Já totalmente ausente do presente,
De qualquer emergência se invalida,
Enquanto sua estrada s'encomprida
Sob os passos que seguem tão-somente. 

O olhar se perde em balda e longa apatia
E nem face ao perigo se desvia,
Como sequer a morte lhe importasse. 

Aborrecido assim dos seus iguais,
Não chora nem sorri de nada mais,
Feito cristal que enfim s'espedaçasse.

Betim - 10 10 2020

EternizArte
Ricardo CUNHA
Ricardo CUNHA Seguir

Escrevo. Gosto de escrever. Se sou escritor ou poeta, eu deixo para o leitor ponderar. https://medium.com/@arqt.ricardoc

Ler conteúdo completo
Indicados para você