[ editar artigo]

Enganosa solidão

Enganosa solidão

 

Se não vejo nela a beleza que quero

E sua companhia não me deixar estar

Se fica contigo a beleza que quero

Pra levar comigo onde quer que eu vá

 

Se quando com ela sinto-me tão triste

E quer me ter só pra me abater,

Não tenho motivos pra ficar com ela

A razão da vinda é estar com você.

 

Não tenha ciúmes, ó meu bem, não tenha!

Não é o amor que ela tem por mim

Ela não me ama, eu tenho certeza.

Pois foi muito tempo que eu convivi.

 

Hoje sei de tudo ela me enganou

Da minha fraqueza quis se aproveitar

Mas com teu amor sei que vou além

E a solidão que arrume um lugar.

 

Bezerra, Sarita.  Antologia Poética, Prêmio Sarau Brasil 2018- Série Novos Poetas Nº 27/agosto/2018. Pág372. Org. Isaac Almeida Ramos

#poesia  #Concurso #Eternizarte

EternizArte
Sarita Bezerra
Sarita Bezerra Seguir

Sou professora de língua portuguesa; Poetisa; Cronista; e Revisora textual.

Ler conteúdo completo
Indicados para você