[ editar artigo]

Em tempo

Em tempo

Correndo, fugindo,

rompendo pela vida,

sem rumo, fingindo,

moldando faces,

sorrisos, nos lábios selados,

pelo mundo, vedados,

pela eternidade, corrompidos,

reprimidos.

 

Faces marcadas,

pelas chagas do preconceito,

pelo ódio do falso perfeito,

rostos perdidos,

em ira consumidos,

esquecidos pela verdade,

sofrendo na cidade,

consumidos por ela,

engolidos por sua goela.

 

Esqueço tudo,

procuro a calma do nada,

na pureza que contemplo.

Para, sem tempo,

lavar minha alma!

 

Em tempo...

EternizArte
Helio Valim
Helio Valim Seguir

Alguém interessado em usar a poesia como uma crônica poética do cotidiano, com realismo e imaginação. Com mais de 30 anos no magistério superior tendo lecionado em Instituições de Ensino no Rio de Janeiro. Mestre em Engenharia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você