[ editar artigo]

E o vento trouxe e levou

E o vento trouxe e levou

O vento me trouxe respostas
E levou mais perguntas de mim
Não sei se me inquieto
Ou saio a toda em disparada
Como um pé de vento vou voando
O vento me trouxe mais respostas
E levou consigo ainda mais perguntas
Um dia o vento parou de me procurar
E, a partir daí, vou ficar sem respostas e sem perguntas
Mas o vento há de vir, há de me procurar
Precisamos um do outro para viver
Uma vida de cumplicidade e de sons
Um leve sopro nos meus ouvidos
E escuto que o vento não vem
Ele morreu no meio do caminho
Com o corpo inerte, mas a mente ativa
Vem a minha infância a me espreitar
E com um assovio contínuo e suave
Emano o vento que morreu em algum lugar
E as folhas das árvores a balançar
Saúdam o vento que vem me avisar
Que a amizade entre nós dois
É mais sublime que a resposta que ele vem trazer
Pois a vida se renova a cada canto
E o som do vento, que a traz a vida
É o que renova a todos quando
Ele toca o coração na chegada e na partida

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você