[ editar artigo]

Diálogos

 

 

É na lida que se aprende a lidar com a vida,
Labor e trabalho, há de escolher o cidadão,
Suar com as mãos na enxada,
Ou discursar com o diploma na mão.
Mãos sujas, consciências limpas,
Mãos limpas, consciências sujas.
Andam juntos o falso e o verdadeiro,
Mistura heterogênea chama-se política,
Mas ainda assim é difícil se saber,
O que é verdade e o que é mentira.
Sentimento que me inspirava,
Virtude que me norteava,
Enterro a sete palmos,
Junto com o amor que nunca vivi,
E acendo uma vela de sete dias.
Vai-te irmã honestidade,
E leva junto a justiça.
Vá repousar no paraíso dos pagãos.
Lembro daquele que desejava boa noite,
Enquanto era dia,
Andando com uma lanterna nas mãos.
Então vais tu embora também filósofo cansado...
Vá e deixa que teu corpo adormeça,
Enquanto tua mente descansa entorpecida pelo veneno,
Cujo alívio imediato que ele te propicia,
Instiga tua alma a sentir o que outrora
Não conseguias perceber.
Que teu sono seja breve, profundo,
E que ao despertar tu possas olhar para o mundo
E perceber que por mais etérea que seja nossa existência,
Nossa fé e nossos sentimentos é o que temos de maior valor.
Deixa de lado o trabalho e o labor,
E vai ser poeta...
Aquele que não cala, não mente, e não morre.

#Poesia #Concurso #Eternizarte

EternizArte
Abrahao Neto Figueira
Abrahao Neto Figueira Seguir

Sou um poeta, e minha vida é um lindo poema escrito por Deus!

Ler conteúdo completo
Indicados para você