[ editar artigo]

DIA FESTIVO

Amanhece. Pelas ruas caminho,

Vagarosamente o Sol se agiganta

E no dia límpido de alegria tanta

Ouço dos pássaros o canto ribeirinho.

 

Num calor intenso de ponta a ponta

As nuvens abrem o céu de mansinho

E em sussurros de profundo carinho

Uma leve e suave brisa silva e canta.

 

Debaixo das sombras de imensos galhos

Paro e me delicio e felicidade espalho,

Porque a vida é simbiose de louvores...

 

Sigo a estrada afora como um cigano

Sem destino perante o tempo que amo

A tocar sinfonias para os meus amores!

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você