[ editar artigo]

Deixem os Anjos brincarem na terra do Limbo

Deixem os Anjos brincarem na terra do Limbo

(O céu,tem aroma de groselha e de desinfetante)


Assim como o dia,os pensamentos,também foram brumosos.
Tímidos.
Silenciosos.
Um pouco amedrontados.
Malversei momentos, dos quais,jamais voltarão,
...em comparativa á idade de meu corpo e á "devoção lá fora;ofertada.

Oferecida talvez:por"caminhos abertos".
Oportunos.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Assumo...,que eu tenha ficado em casa,"plantando Maldades em meus lindos vasinhos";...que ficarão á mostra em minha "pequena varanda".
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fui ao espelho e, olhei para minha Alma.;para meu corpo.
Havia..., tanto tédio refletido por ele.
Mesmo,ás três da manhã!.
Tanta mundanidade em débito para comigo mesmo.


Fui criado com o dizer:"-Que a noite,é para se dormir!."
Mas...,não vejo,tal ensinamento,como uma verdade absoluta.
A meu ver...,O sol, fora feito para "alguns de nós",nos escondermos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você