[ editar artigo]

de repente

de repente

todos os poemas parecem falar 

dos corpos das mulheres

de seus cheiros

roupas, culpas, falsas mentiras

mensagens ultrapassadas de amor 

— algum desejo de desejo

 

versos do poeta 

que se diz homem 

bêbado, distante, enfermo

e à noite paga para uma puta lhe dar 

algum conteúdo de poesia que seja 

qualquer resto que sirva para escrever

palavras lidas anos depois 

em provas de interpretação textual

— busca inútil do eu lírico

 

uma moça copiará seu texto 

no espelho do quarto 

ver-se nua ao lado do poema 

as linhas sobre o corpo molhado

sensibilidade de cada verso 

sem saber

do sexo pago a uma desconhecida

de quem nunca saberemos o nome 

e que nunca assinará livro algum

EternizArte
Isabela Bosi
Isabela Bosi Seguir

Isabela Bosi é escritora, jornalista e doutoranda em Literatura e Crítica Literária (PUC-SP). Além de livros, é autora de vídeo-cartas, intervenções urbanas e textos publicados em antologias e revistas literárias.

Ler conteúdo completo
Indicados para você