[ editar artigo]

Dança!

Te convido
para dançar comigo
Quero sentir
seu corpo colado
bem junto ao meu
Num louco delírio
naquele convite
sussurrado aos ouvidos
desejos a flor da pele
sentimentos promíscuos
Quero continuar
a dançar na cama
sentindo as linhas
as curvas nuas
Os sabores insanos
loucos devaneios
numa dança de amor
e seus cúmplices prazeres
Vamos dançar
embalar nossos corpos
as almas afins
tudo é sublime
quando o amor fluir
e traz consigo a vontade
o desejo de voar livre
Vamos dançar!
(DiCello, 10/08/2020)  

 

EternizArte
Marcelo Fouquet Rosembrock
Marcelo Fouquet Rosembrock Seguir

Assino meus textos com o pseudônimo DiCello

Ler conteúdo completo
Indicados para você