[ editar artigo]

Cumuruxatiba

Cumuruxatiba

 

no fim do mundo e no começo da Terra

solto minha garrafa ao mar

no dia 02 de fevereiro as flores

ornavam meus cabelos,

e eram despejadas no manto da Deusa

eu ligava o final ao ponto de partida

de onde vieram as naus

onde a água salgada

beija a água doce

do Rio Cahy.

 

EternizArte
Ana Paula Dacota
Ana Paula Dacota Seguir

Publicou "Perfume atrás da orelha", Editora Scriptum, selo Alma de Gato (2019); na antologia "Elas, as mãos, o infinito", Páginas Editora com o coletivo Mulherio das Letras (2020). Tem poemas na Mallarmagens (2020), Ruído Manifesto (2020) e Habitat.

Ler conteúdo completo
Indicados para você