[ editar artigo]

CONTRADIÇÃO

CONTRADIÇÃO

Chega não te gosto mais
Chega de tanto querer
Chega de tanto esperar
Chega de tanto desejo.

Vem te quero apenas um dia
Vem te suplico
Vem  meu amor errante
Vem quero te amar.


Some segue teu caminho
Some eu te odeio tanto
Some e me deixa em paz.
 

Vem morro de saudades
Vem eu te quero tanto
Vem me fazer feliz.

TAGS

soneto

amor

EternizArte
PETRONILHA ALICE ALMEIDA  MEIRELLES
PETRONILHA ALICE ALMEIDA MEIRELLES Seguir

PROFESSORA MESTRE E LÍNGUA PORTUGUESA, LINGUISTA, PSICOPEDAGOGA, ESCRITORA DE LITERATURA INFANTIL E POETISA.

Ler conteúdo completo
Indicados para você