[ editar artigo]

Contágio*

Contágio*

Antes eram apenas rumores.

Que houve com o mundo?

Será, pois, o princípio das dores?

                        *

Guerra pela soberania econômica;

Conspiração?

As notícias impactam como bomba atômica.

                      *

Adultos perdidos nas  não convicções

Levados por ventos de doutrinas políticas,

Bestalhões?

                     *

Velhinhos trancafiados sofridos

Mulheres estressadas com os maridos e

Crianças brincam e lavam as mãos aos borbotões.

                       *

A VISTA DESTAS COISAS, QUE DIREMOS ?

                       *

Templos e comércios fechados

Fique em casa, diz a ordem,

Enquanto os encarcerados saem das prisões.

                       *

Empresário indo à falência

O funcionário se desespera

Paralisado em total descrença.

                     *

O  Jovem  com isso não se abate

Pois no quarto, o jogo o paralisa.

Passa a fase.  Vence o combate.

                    *

Há quem come bebe e folga

Sem refletir um só momento e

diz: nada posso fazer, só lamento.

                    *

Peste, Praga, flagelo, açoite, contágio.

Será  laço do passarinheiro,  ira do opressor

Que para o inferno faz da terra seu estágio?

                    *

Talvez anúncio, aviso, sinal da ira de Deus

A morte mostra a carranca. Há tempo ainda

Arrependa-se.  Perdoe (se) Cuide dos seus…

poesia#concurso#eternizarte.

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você