[ editar artigo]

CIGANO

CIGANO

Quero colher todo o brilho do teu olhar cigano,

Quero todos os caminhos do teu corpo andarilho,

Quero te tirar do rumo,

Quero te revirar do avesso e revesso,

Quero uma noite infindável de loucuras,

Quero teus beijos, desejos sem limites,

Quero descampar teus implícitos,

Quero teu corpo nu na fome antropofágica,

Quero tuas carícias entre beijos fervilhantes,

Quero invadir teus segredos pecaminosos,

Quero os teus mais sórdidos e depravados segredos,

Quero que me possuas sem limites impostos,

Quero percorrer seus intervalos,

Quero que se perca em mim,

Quero toda a plenitude dos teus delírios,

Quero me embriagar em ti,

Quero nos desnovelar amantes noite adentro,

Quero que o Sol demore a descortinar no céu,

Quero embriagar-me até o amanhecer,

Quero ter bebido todo teu néctar perfumado,

Quero te ver exausto de satisfação,

De uma noite quase em ti me perdi...

TAGS

poesia

amor

EternizArte
PETRONILHA ALICE ALMEIDA  MEIRELLES
PETRONILHA ALICE ALMEIDA MEIRELLES Seguir

PROFESSORA MESTRE E LÍNGUA PORTUGUESA, LINGUISTA, PSICOPEDAGOGA, ESCRITORA DE LITERATURA INFANTIL E POETISA.

Ler conteúdo completo
Indicados para você