[ editar artigo]

Certas Lembranças.

 

As lembranças de um ontem feliz, ninguém esquece

Adormecem por certo um tempo;

Mas voltam com dor;

Alás, o ontem, nem parece que foi ontem;

Parece ser o hoje, o agora

Detalhes pequenos de nós 2;

Como diria o rei R. Carlos;

Tudo lembra você.

Nesse mundo, aprendi muitas coisas;

Mas nunca ninguém me ensinou;

A esquecer um grande amor

Como amar novamente?

Se você levou meu coração?

Como negar essa saudade?

Se vejo na multidão, teu sorriso, teus passos, teus gestos?

Como sorrir novamente?

Se teu sorriso permanece vivo em minha mente?

Como negar esse amor?

Que foi puro como ouro?

As vezes bruto, outras vezes lapidado?

Quantas vezes pedi à Deus,  que me levasse em teu lugar?

Quando vai acontecer outra paixão?

 Se meu ser teima em te amar?

Ler conteúdo completo
Indicados para você