[ editar artigo]

Bem-Vindo á Horrópila(Brincando com pesadelos)

Bem-Vindo á Horrópila(Brincando com pesadelos)

O Cemitério da cidade dos sonhos

 

De todas as Fobias das quais eu possa a vir desenvolver,eu,as imagino agora,...em uma bruma densa.
Em meus "sonhos",sempre estou em um parque de diversões ao lado de um cemitério.
Sob uma névoa tão densa,"tão pesada"em minha visão,com a distorção e a deturpação mental,que...,apenas as vejo,suas atrações...,em Neons desfocados ao longe.
Mas quando chego á sua proximidade,as cores,ainda estão um pouco desconcentres.
Entretanto...,brilhantes e coloridas.
Como se eu...,apertasse meus olhos para vê-las;em um embaçamento óptico.
Um caleidoscópio produzido,a partir de meu olhar proposto.

 


Um homem,que se aproximara cuidadosamente ao meu lado,possui uma pequena esfera luminosa no cabeço de sua bengala.
Um crânio brilhante,que irradia uma luminosidade ofuscante; com cores que se alternam em tons de Roxo,vermelho e Azul.
-Scad Lórica;diz ele a mim;com seu curvar-se,de uma apresentação respeitosa.
-Alex..;me apresento a ele;em uma mesma cortesia aplicada.
-Horrópila,é um lugar,maravilhosamente Horripilante.Ao adentrar em suas instalações,TALVEZ...,você volte ao seu"Mundo Real",com algumas pequenas avarias cerebrais;explica ele com uma pequena carícia em seu extenso bigode.
-Eu...
Fora interrompido por ele,em seu acréscimo de elucidação.
-Mas...lembre-se...,com medos,se constroem muralhas.
-OBRIGADO senhor Scad..,hoje,COMO SEMPRE,apenas  vim ver as imediações.
-Até breve!!  
-------------------------------------------------------------

Se
eu pudesse ouvir
colher
exalar
cada pensamento alheio
expelido pela expiração.


Capturar
inspirações artísticas que declamam sobre os ares das ideias.
Andar pelo cemitério da terra dos sonhos
leria
incansavelmente
as lápides dos conceitos esquecidos.

Tomaria para mim
cada sonho
não velado.
Mesmo
com o "tremular das Sombras".

Ler conteúdo completo
Indicados para você