[ editar artigo]

As noites que acordaram o Mundo

As noites que acordaram o Mundo



Estripador...;
Demônio compositor.
Seu perlustrar nas tristes ruas dos subúrbios Londrinos,
arrastava consigo,a praga dor em cerebrinos.
Encobria-se em névoa soturna,como um simples cidadão,
em vislumbre de uma aprazível e notívaga ocasião.

Permeara a aflição das desvalidas Almas,
em desprovidas calmas da rogação,da empírica consternação.
Inglaterra,em enleio sofrido,pela Guerra,pela imensidão da industrial revolução e pelo povo desnutrido ;
que,em sortidos cantos,
ouvia-se á distância,trabalhadores escusados das lidas;aos prantos.
Pátria do sonho fardo,do crer em ardo,
das pobrezas ás realezas.



Homem da Cartola,da bengala e do sobretudo,
do notório querer,em veludo;
cunhou-se ,em frente séculos,estudo;
Nome e intenção,em prover mudo.

Algum dia,serás desnudo?

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você