[ editar artigo]

Árvore Velha

Árvore Velha

Abracei uma árvore velha

Tão alta que parecia uma sentinela

Ali senti grande força e poder

Que acalma a alma e faz a tristeza ceder

Abracei uma árvore velha

Aquela em que toda semente se espelha

Quanta sabedoria a árvore devia ter 

Perto dela o conhecimento não demora a aparecer

Abracei uma árvore velha

E o vento a balançou, como do barco, uma vela

Mas as raízes profundas no chão

Tinham estabilidade e determinação

Abracei uma árvore velha

Até que um dia me tornei igual a ela.

 

#Poesia #Concurso #Eternizarte

EternizArte
Brenda Soares
Brenda Soares Seguir

Fisioterapeuta • Sonhadora • Escritora • Autora do ebook Sussurros da Natureza

Ler conteúdo completo
Indicados para você