[ editar artigo]

ARMADILHA

ARMADILHA

Cai na armadilha da sedução,

Como um inseto me debatia,

Cada vez mais me enredava,

Atirastes jatos peçonhentos em mim,

Imóvel em tua armadilha fiquei,

Até os fios da teia apodrecerem,

Fraca, ainda torpe,

Sai como um zumbi,

Ai! Que alívio!

As dores esmoreceram,

Abortei teu ranço preso em mim...

Agora sou flor...

EternizArte
PETRONILHA ALICE ALMEIDA  MEIRELLES
PETRONILHA ALICE ALMEIDA MEIRELLES Seguir

PROFESSORA MESTRE E LÍNGUA PORTUGUESA, LINGUISTA, PSICOPEDAGOGA, ESCRITORA DE LITERATURA INFANTIL E POETISA.

Ler conteúdo completo
Indicados para você