[ editar artigo]

Amóridos(A Paleta da Melancolia)

Amóridos(A Paleta da Melancolia)

Para alguns,a melancolia,pode ser descrita ou associada:em estar deitado sobre uma lápide fria em uma noite enluarada;omitida parcialmente por nuvens.


Com aquele pequeno desponte,em uma expectativa,quase que venerável.
Ou...,ver a vida,em uma enorme"Tela Prateada";disponível apenas:em cinza,preto e branco.


A personificação,são combinações de predileções e vivências.
Há rupturas de gestos,predisposições ou pensamentos,que ocorrem em um único dia.
De repente...,o"colocar da Alma, á sombra".
Diferentemente da Depressão,a melancolia,"nos emite":satisfações e adorações góticas.


Deslumbramentos"ocultos".
Degustes,em "coloridos tons pálidos"
O Lucubre aferido ao viver.

Todos carregam consigo,ao menos,uma culpa,um segredo,ou um desejo abscôndito.
Escopos,que podem levar um indivíduo,a pensamentos e colocações próprias,do lúgubre.
Mas,a melancolia espectadora,distante do conceito de autoexilio ou da autopunição religiosa,apenas em foco,de um Todo criado á sua volta,emanará,visões artísticas.



 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Amóridos

 

Qualquer ensaio,
em um movimento de aprendizado ou criação,
cria uma rota de colisão a um redor estático

De todas as mais belas inspirações,
a maior,é ambicionar o Si mesmo.


O passado de conquistas,não regressará
e o Futuro, não sei dizer se virá.
O Presente,é o momento.

Nesse Mundo insano,
todos, hão de ter um "Eu Paciente";á sua maneira

Ler conteúdo completo
Indicados para você