[ editar artigo]

AMOR PROIBIDO - poema

AMOR PROIBIDO - poema

Como numa prisão, vivo enclausurada.

Oculto um sentimento que não faz sentido.

Começou devagar, de maneira inesperada.

E virou um turbilhão de desejo reprimido.

 

O tempo não me traz a palavra esperada.

Ele é lento, cruel, implacável e inimigo.

Prova com argumentos que estou errada,

Feito advogado que usa da lei um artigo.

 

Como eu queria deixar de sonhar acordada.

E de verdade poder viver cada dia contigo.

Se é um erro, rogo e espero ser perdoada

Por esses pensamentos por um grande amigo.

 

O que posso fazer se me sinto apaixonada?

Enxergar a ti de outro jeito não consigo.

Fico assim perdida, confusa e transtornada,

Pois não posso alimentar esse amor proibido.

Ler conteúdo completo
Indicados para você