[ editar artigo]

Amor Egoísta

Amor Egoísta

Quando você transpuser as muralhas gastas do meu coração,

Serei sua.

Deixarei que se levante e reclame o meu amor.

Mas não tornarei sua glória tão fácil,

Pois me encontro prisioneira da lâmina cega do ciúme,

Que corta e fere meu ser,

Quando vigio teu rosto em busca dos teus olhos e vejo-os perdidos no infinito.

Amargo destino, te querer tanto no desejo de fundir minha alma à sua.

Ainda não sei ter você só para mim.

Arrepio-me com tua voz solta no contorno dos lábios,

Esparramando flores que adormecem meus sentidos.

Não suporto te ver além de mim.

Quero ser única em tuas mãos e em teus pensamentos.

Esse amor egoísta torna-se amargo em sua vigília.

Atire ao vento sua força brutal pra que ela chegue até mim,

Feito brisa adornada de promessas e,

Que ela quebre a incerteza e me faça enxergar somente o que preciso...

Você.

EternizArte
Amanda Kraft
Amanda Kraft Seguir

Sou casada e mãe de 3 meninos. Possuo vários contos selecionados em antologias - à venda pela Amazon e outros - como Amanda Kraft. Como cantora, compositora e artista plástica, uso o pseudônimo de Lamaris.

Ler conteúdo completo
Indicados para você