[ editar artigo]

ALVISSARAR DE UM FUTURO SAUDÁVEL

Desejamos que haja breve normalidade

E de vez que acabe com esta pandemia

Do Novo Coronavírus, 

Mas devemos ter ciência

Que dependemos para nos manterem vivos

Dos cientistas, pesquisadores de vacina

Ou de efetivo tratamento.

E o método de se pesquisar uma vacina é antigo

Não desmerecendo novos protocolos para tal,

Mas que antes, que seja feito o tratamento adequado

Já orientado aos capacitados médicos

 E demais profissionais da saúde,

Que amiúde diuturnamente envolvem-se neste confronto,

Correndo risco iminente de perderem as próprias vidas

Em aterrorizante campo de batalha.

Disso há que divulgar

Que só em “João” que não diz o que Jesus dizia:

“Os doentes precisam de médicos”.

Mas há quem a medicina atrapalha

Na hipocrisia deslavada dos charlatões

Oferecendo de tudo, até milagrosos feijões;

Nem que fosse essa leguminosa germinada no espaço,

Alimento fora do contexto medicinal, uma trapaça!

E nem ouvir os parlapatões, pessoas mal informadas

Que mais querem fazer parte do contexto e serem heróis,

Salvadores da pátria!

Mas confiar, acreditar sempre com esperança e fé

Também nos humanos administradores públicos

Com seus salutares decretos

Do isolamento e distanciamento social

Ao auxílio emergencial para os menos favorecidos,

Mesmo que tal dispendimento seja minguado.

Graças a essa desgraça de intempérie global, 

Felizmente a mesma assola, isola

E desmascara a todos sem distinção:

Moradores dos palacetes e palafitas,

Nobres e plebeus, ricos e pobres.

O que resta agora é esperar e acreditar.

Respeitar a si e ao semelhante também.

Enfim, resta orar para si e para todos

Na fé que cada um concebe

E esperar além de tudo por um milagre que reluz

Para a breve volta da normalidade.... Amém!

Ler conteúdo completo
Indicados para você