[ editar artigo]

Alguns tipos de pó são gente

Alguns tipos de pó são gente

fui demolida. virei pó. e minha jornada continuou pelos ares. entrando em narizes. sendo sugada. minha jornada me fez ficar parada enquanto era levada. pela chuva fui carregada. eu desapareci mas continuei ali. era pó. me limparam e disseram que eu não era nada. mas o nada que eu era, era pó. fui cheirada. transformada. entrei em mentes e fiz morada na mais completa loucura localizada. a luz neon me cegava. te encontrei. corri para os seus braços mas eu não era nada. você me fez ser nada e sem você virei pó. fui ficando fixada, alojada, entulhada, desmontada. me tornei mais. de mais fui para eu. de eu fui pra tudo e de tudo me tornei o vento que um dia me carregou. balancei seus cabelos e joguei seu cheiro por lugares. te envolvi uma última vez antes de me tornar coisa nenhuma. mas penso que depois de tudo isso me tornei eu mais uma vez. VORAZ gritei e juro que alguém me escutou baixinho mas nada pôde falar. sem esperar. me vi inteira de novo. sem você sou tudo. e tudo faz meu coração bater.

 

#Eternizarte #Concurso #Poesia

EternizArte
Ethiene Agda
Ethiene Agda Seguir

expresso dor com minha poesia e com minha poesia expresso amor. sempre falando das angústia sem balbuciar falta de sentimento.

Ler conteúdo completo
Indicados para você