[ editar artigo]

ÁLCOOL FORTE

ÁLCOOL FORTE

ÁLCOOL FORTE

Esquecer. Eu preciso t'esquecer.
Copo após copo. Sim... Dia após dia.
Deixar rolar lágrimas... Poesia,
Apenas p'ra sentir, não escrever.

Falar comigo mesmo a m'entreter,
À mesa, solitário, na boemia.
Indo de bar em bar, sem alegria,
Para atrás de garrafas m'esconder.

Tudo para não mais lembrar de ti
Nas ruas onde andei, aqui e ali,
Braço dado contigo, enamorado.

Eu beba, enternecido, um álcool forte,
Que único lenitivo para a morte,
Faz deixar para trás todo o passado.

Betim - 31 07 2020

EternizArte
Ricardo CUNHA
Ricardo CUNHA Seguir

Escrevo. Gosto de escrever. Se sou escritor ou poeta, eu deixo para o leitor ponderar. https://medium.com/@arqt.ricardoc

Ler conteúdo completo
Indicados para você