[ editar artigo]

Imensa...Distante...

Imensa...Distante...

Não há educação sentimental

Para a longa despedida

Meu olhar fica na rua principal

De tua anônima partida

Quem sou?...Quem és?...

Detalhes, almas malferidas!

(Invisível a teus pés)

Sim relembro tuas canções preferidas!

É cedo não banalizo a dor!...

(No peito fantasma membro)

Qual sentimento é bom servo?

É pela mão que te levo!

Triste tom de sol pôr...

Do meu estertor te preservo

Antimatéria  não impor!

Só no âmago lamento...

(Ainda lhe tenho amor)

#Poesia#Concurso#Eternizarte#

 

 

 

 

 

Ler conteúdo completo