[ editar artigo]

A vida de Concurseira

A vida de Concurseira

 

Abdica das festas, do marido, dos amigos

Até do social com os filhos,

Tem hora pra dormir e hora pra acordar,

Todo dia é dia de revisar,

Na mesa de estudos são muitos livros e resumos,

Quem foi que disse que é fácil passar

Em concursos públicos?

As inúmeras canetas: azul, vermelha e preta

Colorem toda a caderneta,

Cada uma com sua função,

Na hora de resolver questão

Total silêncio para não

Atrapalhar na concentração,

Algumas passam meses e outras anos,

São muitas reprovações e frustrações,

Mas também muitas lições,

São dores nas costas,

Ansiedade em cada etapa da prova,

Contudo, ela sabe da certeza da felicidade

Em assinar o termo de posse

E conquistar a tão sonhada estabilidade.

EternizArte
Keth Braz
Keth Braz Seguir

Escrevo poesia desde 14 anos. Sou apenas uma poeta que externiza através das palavras as inquietações que sopram dentro de mim.

Ler conteúdo completo
Indicados para você