[ editar artigo]

A senhora me espera

A senhora me espera

A noite cai
O vento esfria
E o céu com seu rosto a me observar

Então tenho de me recordar
E a janela abre, o peito se esvazia
Para dar espaço pra você entrar

Penso em você
a alegria eterna que me proporcionou em vida
E a mente se esvazia de tantas lembranças a se extravasar

As lembranças barganham
E meus braços se assanham
querendo lhe abraçar

Por você eu vivo
Mas não minto que me preocupo
Que o tempo passa, e nele eu me ocupo
Que não fui o suficiente em lhe deixar falar

Tempo traiçoeiro
Talvez seja meu parceiro quando a vida se findar
Vívidas histórias, nelas eu sempre lembro
Da senhora o meu cabelo pentear

Não espero voltas
Não espero idas
Mas um dia a vida há de nos reencontrar


Em um futuro próximo com vidas bem vividas
Em um espaço paralelo de lugar
A senhora me espera
Com um banquete no jantar

 

#poesia #concurso #eternizarte
 

Ler conteúdo completo
Indicados para você