[ editar artigo]

A noite em meus ombros

A noite em meus ombros


Na maviosa conjectura sobre a  hierarquia dos vermes,que ao Humano fagia,
dantes ,em sua ínfima participação Planetária em importância,ao desfecho germes;vosso embargo,o contraria.
Vento em convulsão que fere a pele,
que já ao Tempo,oferta sua consumação á juventude repele.

Sei que choras,
mas..,ao teu imploras,
ao olhar do Futuro,...nada memoras.


Emoldurar da existência,
que em seu Tempo maior,ás penitências;
que se dera em profundas clemências.
Em orar ante carências.

Ás insurgências;
Cardo,fardo,
O Universo,
lhe pronunciará,
vossa sorte retardo.

Á  alfândegado desbravamento,
á catacumba do desaparecimento.

Ler conteúdo completo
Indicados para você