[ editar artigo]

A colina

Quando retornei da colina notei que havia esquecido

lá em cima o coração

e em regresso para recuperá-lo

não havia mais colina nem coração

só os meus olhos insatisfeitos,

insaciáveis,

só a minha saudade de você

entregue

à sede da minha língua.

TAGS

Poesia

amor

EternizArte
Guilherme Borges
Guilherme Borges Seguir

Português, amante da vida, amante da experimentação, amante dos sentidos. Correspondência: guilbox@sapo.pt

Ler conteúdo completo
Indicados para você