[ editar artigo]

A Bruxa Diábado-A encantadora de cadáveres

A Bruxa Diábado-A encantadora de cadáveres

 

Enevoada ,que ousa prorrogar seu jornadeio lúgubre-rubro lajeado, que escamba vida por Morte.
Imprecação.


Vocifera insultos aos Vivos,
Os acusam ,de Carneiros Destino.
Se Proclamam à Ordem "Fome."

Ao Mandado Chamado.


À Prova.


Dilaceram vínculos de Almas.


Emergem da Negra Cela dos infortúnios, por escolhas ,enquanto comum carne.

Eleição de um amaldiçoado.
Aceitação da escolha.LADO pelo visado.

Contestam sua Criação,se promovem ao Retorno.
Vingança à Luz.
Descaso.


Defesa,
do Não encontro pela Fé.Pelo Credo de não existência.
Descrença de seres .
Sapientes do Contra-Ataque preparo.

 


Vide,LUTA NÃO JUSTA pela Humana visão.
Ingênuo ,À OUTRA PARTE.




Faz de um ir,
um vir.

Sabe que um  dia, irá aderir.
Não adianta de um escape, se iludir.

Irá se autoabduzir.

Não há um acudir;
abolir.

Tudo em volta ,pode te Aderir;
Não se levantará, ao cair.

Sem um Agir.


Fazer do Tempo, um Bom Aplaudir!!

 

 


 


Diluente  Espírito que intervém em talhe nas soturnas horas-dolente;...aprendiz Inimputável ,por reação ao fator externo em um Universo Destino.A Joguete Surpresa.
Antepõe-se ,somente como salvaguarda-negra ;o vítima diante de Fado Alheio .

Desafortunado sim.
"Desajudados".

 


Mas ainda, se faz coerente na Agilidade que se desfaz no ágio tempo.
Pasmos, que ainda sangram com a experiência do viver.

A forma De morte?
Já ,não mais sentido, pela Alma Seca?

Ou ao Contrário dizer,que cicatriza, por reação viva.

 


Diábado,personagem by Santidarko

Ler conteúdo completo
Indicados para você