[ editar artigo]

15 segundos

15 segundos

Tenho apenas 20 anos e uma bolsa cheia de livros e muitos planos. Quero conhecer cada canto deste edifício que durante quatro anos será meu abrigo.

Ando pelos corredores em passos lentos, curiosa, ansiosa, não deixo escapar nenhum detalhe.  Algo me puxa para seguir em frente e de repente paro na primeira sala, através do vidro fico paralisada. Não deixo de observar você diante da turma falando, falando sem parar. Cabelos pretos, dentes perfeitos. Vestida de blusa branca e calça preta de linha fina. Quem é essa mulher que me fascina?

Nossos olhos se encontraram por alguns segundos, minhas mãos suaram e meu coração ficou aos pulos. Não tiro olhos de você, e você idem. Continuo olhando e em milésimos de segundos esqueço-me de tudo.

Parece que já nos conhecíamos, talvez seja de outras vidas, talvez tudo estivesse combinado para nosso reencontro, minha querida.

O corpo fala sem a boca articular uma palavra, a fascinação é forte e descarada. A profundidade dos olhares e tanta que você se cala e eu esqueço o que fazia.

O que mesmo eu dizia?

Quem é ela?

O que faz aqui?

Que sentimento é esse que estou sentido assim?

Essas eram as perguntas que eu queria fazer, mas não conseguia tirar os olhos de você. 

15 segundos mais do que profundos, o suficientes para nunca mais esquecer o teu olhar, do teu sorriso, dos pequenos detalhes quando nos olhamos mesmo negando o que sentimos.

Quando irá perceber que é com você que faço planos, que te amo mesmo depois de tantos anos?

 

 

 

EternizArte
Keth Braz
Keth Braz Seguir

Escrevo poesia desde 14 anos, mas apenas agora resolvi torná-las públicas. Sou poeta apenas uma poeta que escreve com os instintos, com todos os gritos e gemidos surgidos entre suspiros.

Ler conteúdo completo
Indicados para você