[ editar artigo]

Indiscreta

Indiscreta

 

Olho pela janela,

janelas me olham.

Imagino, o que pensam.

 

O que tentam dizer,

seus desejos e súplicas,

entreabertas ou fechadas.

 

O que têm a esconder

por trás de cortinas,

as crises reprimidas?

 

O tentam mostrar

por trás do reflexo do vidro,

o casamento perdido?

 

O que querem esquecer

por trás do vidro fumê,

a agressão descabida?

 

O que suplicam compartilhar

por trás das venezianas,

a solidão espartana?

 

O que desejam apurar

por trás de indiscretas janelas

além de sentimentos e mazelas?

 

“Suspense” e súplicas no ar,

pelas janelas da curiosidade

a irresistível intimidade no olhar.

 

(Poema inspirado no filme de suspense,  “Janela Indiscreta” de 1954, dirigido por Alfred Hitchcock e escrito por John Michael Hayes)

Literatura

EternizArte
Helio Valim
Helio Valim Seguir

Alguém interessado em usar a poesia como uma crônica poética do cotidiano, com realismo e imaginação. Com mais de 30 anos no magistério superior tendo lecionado em Instituições de Ensino no Rio de Janeiro. Mestre em Engenharia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você